Aprofundamento na Comunhão

5Não há dúvida que um dos aspectos de suma importância na Célula e na Celebração da igreja é a COMUNHÃO. Na realidade, muitas pessoas que olham de uma forma superficial para a Célula, e que nunca dela participaram de maneira profunda e ativa, podem pensar que ela se resume a uma simples reunião uma vez por semana, tipo às quartas-feiras à noite ou aos sábados. Pelo contrário, ela é uma reunião muito maravilhosa e especial para estudar a Bíblia, para termos comunhão com os outros, para louvarmos a Deus, etc.

Assim, a verdadeira Célula é muito mais do que reunir-se uma vez por semana. A reunião que acontece nas residências das pessoas é o que chamamos de reunião principal. Todavia, ela representa somente 40% daquilo que realmente é a Célula. Além dessa reunião, a Célula tem ainda outro encontro para oração durante a semana, e também muitos momentos de comunhão. São momentos de preciosas atividades formais e informais, onde estamos constantemente desfrutando da companhia uns dos outros.

A comunhão é uma das funções principais na vida da Célula. A Bíblia apresenta a comunhão como um dos princípios de suma importância no projeto de Deus para Seus filhos e Sua igreja.

No grego, COMUNHÃO quer dizer Koinonia. Logo em seguida veremos um detalhamento do significado dessa comunhão. Ela é o ideal de vida cristã que deve ser experimentado por todas as famílias, todas as Células, toda a igreja. Independente da pessoa poder estar fisicamente presente, ou não, uma atmosfera de comunhão deve permear a vida do grupo continuamente. Essa unidade é tão preciosa que deve ser vivenciada sete dias por semana, vinte quatro horas por dia, o mês inteiro, o ano inteiro. As pessoas devem experimentar sempre essa comunhão santa, separando preciosos momentos para estar juntos, ser família e tornar-se um.

Para a melhor compreensão da Célula, vamos pensar na seguinte ilustração: Suponhamos que eu tenha um saco cheio de batatas. No caso, cruas e com casca. Aí eu pego esse saco cheio de batatas e o coloco em determinado lugar. Depois eu trago vários pratos e garfos e os coloco à sua disposição e de várias pessoas. E ainda digo: “Atenção! O almoço está pronto; é rico e de graça. Venha quem quiser para saborear um delicioso purê de batatas”. Só que, ao chegarem, as pessoas vão encontrar não um verdadeiro purê de batatas, mas um simples saco cheio de batatas cruas e com casca sobre a mesa.

Esta comparação é muito interessante para ensinar os valores e o funcionamento de uma boa Célula. Uma grande e preciosa lição nos é ensinada: A Célula, segundo a Bíblia, deve ter tanta comunhão que nos tornaremos um só, e faremos brilhar muito forte a nossa luz diante dos homens, para que, vendo as nossas boas obras, glorifiquem ao nosso Pai que está nos céus (Mateus 5:16).

Para fazer um purê de batatas é preciso vários processos para que elas se tornem amalgamadas (misturadas), uma só massa uniforme de batatas. Uma vez o purê bem feito, é impossível separar uma batata da outra. E como é gostoso saborear um bom purê de batatas!

Em se tratando das Células, muitas delas, ao invés de se tornarem um purê, permanecem apenas como um grande “saco com batatas”. As pessoas não estão amalgamadas, não há comunhão entre os irmãos como a Bíblia ensina, nem há a unidade que a Palavra de Deus nos exorta a ter com os nossos irmãos. Estão simplesmente convivendo como se fossem vários seres humanos jogados dentro de um saco, tentando formar uma Célula. Contudo, permanece somente um saco com batatas. É por isso que em determinados momentos a Célula se torna um tédio, uma rotina, algo não muito atraente e agradável.

Nossa inquietação é direcionar este estudo principalmente para você que está envolvido com o ministério de Células. Seja você membro, líder de Célula, supervisor, pastor titular, professor, ou tenha qualquer outra função ministerial, você precisa ter disposição para colocar em prática esse princípio do purê de batatas – espiritualmente falando – no contexto da Célula. E pode ter certeza que é impossível colocar isso em prática e não se tornar membro de uma Célula gostosa de participar, não se tornar parte de um ambiente realmente empolgante e precioso, com a presença de Deus – um ambiente de comunhão que se torna tão atrativo que você nunca mais vai querer deixar de viver fora do seu contexto.

Tente, por todos os meios, colocar em prática esse princípio, e você verá como sua Célula mudará radicalmente de batatas cruas ou disformemente cozidas para um purê consistente e nutritivo. No entanto, se sua Célula não colocar esse princípio em prática, essa atitude será semelhante a pegar batatas cruas e com casca e tentar comer purê de batatas. Isso não funciona.

3D Livro O Pure de Batatas3DDVDAvisaodopuredebatatas

Extraído do Livro “O Purê de Batatas: segredos para uma comunhão nutritiva e frutífera no ambiente da célula” – Abe Huber, Editora Premius, 2009.

 

Se você desejar saber mais sobre o assunto, clique na imagem e adquira nossos produtos.

 

, Artigos

Artigos do seu Interesse