Chegou a hora de confessar os pecados

disccipulado-oracao-mdaHá um texto interessante em Gênesis 41.9, que diz assim: Então o chefe dos copeiros disse ao Rei: Chegou a hora de confessar um erro que eu cometi. 

Quem era esse copeiro-chefe? O copeiro-chefe era um homem que servia ao faraó. O pecado que ele havia cometido ocorrera um tempo antes, quando ele, o padeiro-chefe e José estavam juntos, na mesma prisão. Naquele período, enquanto juntos, na mesma prisão. Naquele período, enquanto estavam presos, José do Egito acorda um dia e percebe os dois homens com os semblantes tristes. Ao perguntar o motivo, descobriu que se tratava de sonhos que ele haviam sonhado e que muito os perturbavam.

O copeiro-chefe e o padeiro-chefe contaram seus sonhos a José. Este, por inspiração divina, revelou o significado deles. Em resumo, o sonho mostrava que daí a três dias um deles, o copeiro-chefe, iria ser restituído às suas funções no palácio e o outro, o padeiro-chefe, iria ser condenado. Aconteceu exatamente o que José havia predito.

No dia em que recebeu a libertação, o copeiro-chefe prometeu a José que iria interceder por ele diante do rei. Porém, ao sair da prisão, esquece-se de José. A verdade é que esse homem foi ingrato, abandonou a amizade e não fez o que era para ser feito.

Dois anos se passaram. Um dia, o faraó teve um sonho que o perturbou muito. Seus servos conselheiros não puderam decifrar o que o rei sonhara e, nesse momento, o copeiro-chefe se lembra da promessa que havia feito a José.

Dirigiu-se ao faraó e confessou seu pecado contra José, afirmou que o hebreu poderia revelar o significado do sonho que o rei tivera e que José seria o homem certo para o faraó naquela hora.

Essa história nos mostra que, mais cedo ou mais tarde, teremos de lidar com nossos erros e nossas culpas. Nossos fracassos e deslizes precisarão ser encarados e resolvidos; precisamos fazer isso como pessoas maduras e responsáveis.

Não é possível mais ficar adiando segredos e pecados não resolvidos que estão drenando a nossa fé, bloqueando a nossa comunhão com Deus.

Quando os assuntos são relacionamentos e comunhão precisamos entender que, quanto mais mentimos , quanto mais escondemos, quanto mais jogamos a sujeira para debaixo do tapete, mais os relacionamentos esfriam.

Muitos casamentos acabam por causa do trabalho empreendido pelo diabo para manter o pecado escondido, levando a frieza e a indiferença ao casal. O problema é que, por vezes nem o próprio casal sabe por que está disposto a se separar.

É preciso trazer as pendências para a luz para reaquecer as relações. Deus nos ensina a andar na luz com nossos irmãos. Se os segredos forem revelados, os relacionamentos melhoram. Os relacionamentos entre pais e filhos, marido e mulher, discipulador e discípulos podem ser restaurados em seus convívios se tão somente andarem na luz.

LIVROTRANSPARENCIA

Extraído do Livro “Transparência – A nobre decisão de viver sem máscaras” – Sabá Liberal, MDA Publicações, 2ª edição – 2015.

Se deseja saber mais sobre o assunto, clique na imagem ao lado e adquira o livro.