Conheça a 5ª Edição da Revista MDA

revista_mda_05A igreja de Jesus tem crescido em todas as regiões do Brasil. Nunca, nesta nação, tivemos tanta gente utilizando os púlpitos para falar. Muita gente falando, mas poucos comunicando a sã Palavra de Deus como ela deveria ser realmente anunciada.
Não é exagero dizer que vivemos uma crise de púlpito no Brasil e em toda a América Latina. Sim, no sentido de que faltam conteúdos simples e profundos que vão abençoar ao mesmo tempo os limitados e os exigentes, com graça, elegância, unção, poder e ao mesmo tempo elaboração lógica e inteligente, fiel aos propósitos originais da mente de Deus e dos autores terrenos.
O papel do pregador é ser a boca de Deus no mundo, e isso requer uma série de atitudes, como vida de oração, santificação, dedicação ao estudo prévio do texto a ser pregado, postura reverente, conhecimento de sua audiência, etc. Antes de subir ao púlpito ele deve esvaziar-se por completo, a fim de ser usado pelo Senhor como despenseiro fiel.
Temos visto uma geração de homens e mulheres se dispondo a pregar sem a mínima noção do que estão fazendo. Tem de tudo nos púlpitos brasileiros: auto-ajuda, “venda de indulgências”, exorcismos, ataque aos desafetos, levantamento de fundos, ultra-carismatização e entretenimento. Alguns “comediantes gospel” chegam a contar de 20 a 30 piadas e histórias engraçadas numa só mensagem, inclusive fazendo gozação da própria narrativa bíblica!
Existe muita tentativa de agradar os expectadores, prometendo-lhes toda espécie de bênçãos e conquistas, como aumentos salariais, curas, casa própria, conversão de familiares e tantas outras, sem que o Senhor lhes tenha dado palavra específica para anunciar uma só delas. Outros tentam “fabricar” avivamentos com gritos, pulos, rodopios e manifestações semelhantes. E existem também os liberais, que por não crerem nas Escrituras preferem falar sobre política e questões sociais, citando filósofos e escritores seculares, esbanjando erudição.
Nos ambientes mais novos (carismáticos, pentecostais), nos quais muitos de nós, Família MDA, estamos inseridos, a crise tem sido puramente de preparo. Existe muita unção, paixão por Jesus, temor de Deus, fervor, mas falta conteúdo, elaboração, refinamento. Unção e preparo não são excludentes; precisamos dos dois. É mais ou menos por aí que o tema desta revista segue.

Adquira a Revista MDA e seja enriquecido. Seja ainda um enriquecedor de muitos outros. Doe para seus discípulos e liderados. Promova crescimento também através da boa leitura.

Contatos: assinatura@revistamda.com e comercial@revistamda.com

, Revista MDA

Artigos do seu Interesse