Dicas sobre liderança espiritual

 

Dicas sobre liderança espiritual

Este tipo de liderança depende de três coisas:

  • Um profundo, pessoal e permanente relacionamento com Jesus Cristo, que fica claro e evidente para outros;
  • Uma visão clara dos desejos do seu Senhor e um firme compromisso de cumprir esses desejos na sua própria vida e na vida de seus liderados;
  • Um profundo desejo de trazer outros para dentro dessa visão, a ponto de vê-la multiplicar-se e ultrapassar fronteiras, sem controles ou egoísmos.

As pessoas seguem esse líder porque elas foram pescadas para a visão de ministério lançada por ele. Uma vez que o propósito da igreja precisa estar em sintonia com os propósitos de Cristo para a Sua Igreja, então o líder da igreja certamente deve ser um “líder espiritual”.

Focalizando a liderança espiritual

Existem custos envolvidos em se tornar um líder espiritual. Um desses preços é o desejo de gastar muito tempo em oração. O Senhor Jesus gastou longas horas orando ao Seu Pai. Os líderes espirituais de hoje devem seguir o Seu exemplo.

Outro distintivo do líder espiritual é o desejo de mergulhar na Palavra de Deus. A vida de Jesus demonstrava as palavras do salmista: “Escondi a tua palavra no meu coração, para eu não pecar contra ti” (Salmo 119.11). Suas respostas brotavam de Seu entendimento das Escrituras.

O Espírito Santo de Deus, por meio do estudo da Palavra de Deus, mexe e fala ao coração do líder; providenciando a direção necessária para cuidar do povo de Deus.

O líder espiritual tem um forte desejo de determinar e focalizar as prioridades de nosso Senhor. Jesus não deixou que nada lhe demovesse do Seu curso: “E aconteceu que, ao se completarem os dias em que devia ele ser assunto ao céu, manifestou no semblante a intrépida resolução de ir para Jerusalém” (Lucas 9.51).

O mesmo tipo de foco que havia em Jesus é visto no Apóstolo Paulo: “… uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que para trás ficam e avançando para as que diante de mim estão, prossigo para o alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus” (Filipenses 3.13,14).

Este tipo de foco também será encontrado no “líder espiritual”. O propósito de nosso Senhor, “fazer discípulos”, será o propósito responsivo do líder espiritual.

O impulso ministerial do líder espiritual será sempre na direção de glorificar a Deus e fazer a Sua vontade. Uma compreensão clara do discipulado segundo Jesus é conditio sine qua non para definir a espiritualidade e a obediência desse líder.

Robert Coleman disse o seguinte:

Visão: o discipulado ocorrerá quando um pastor tem uma visão clara do fazer discípulos, e está trabalhando aquela visão como um estilo de vida diário e consistente. Um pastor pode facilmente gastar todo o seu tempo pregando, administrando, visitando, aconselhando, e participando de reuniões sem nunca fazer qualquer discípulo. As funções essenciais da igreja não podem ser ignoradas, mas a Grande Comissão não pode ser negligenciada”.

Se o pastor não estiver focado no discipulado, a igreja nunca experimentará esse foco. Ele é a pedra de toque, aquele que fará funcionar ou não a visão de cuidado em toda a igreja. Rick Warren disse que a visão da igreja nunca excederá a visão do pastor”.

Para o líder espiritual, o foco do discipulado deve se tornar o elemento direcionador de sua vida. Suas palavras são confirmadas pelas suas ações.

Extraído do Livro “Igreja em Ação: Desejos e Perspectivas” – Ivanildo Gomes, MDA Publicações, 2011.

Clique aqui e adquira nossos produtos.



, Artigos