Minha célula não me segue

ovelhas-seguindo

No capítulo de 10 de João, versículos 3 a 5, Jesus diz o seguinte:

“O porteiro abre-lhe a porta, e as ovelhas ouvem a sua voz. Ele chama as suas ovelhas pelo nome e as leva para fora. Depois de conduzir para fora todas as suas ovelhas, vai adiantes delas, e estas o seguem, porque conhecem a sua voz. Mas nunca seguirão um estranho; na verdade, fugirão dele, porque não reconhecem a voz de estranhos.
Muitos líderes entram em crise – e devem – com suas células, pois sentem que as ovelhas não respondem à sua liderança, não obedecem aos seus comandos, não os respeita. O problema pode estar muito mais em nós, como líderes, do que nas ovelhas.”

O texto acima serve para refletirmos sobre como está nossa relação com as ovelhas. Mais adiante no versículo 11, Jesus diz que Ele é o bom pastor e que o bom pastor dá a vida pelas ovelhas.

Será que temos sido pelo menos pastores? Conhecemos as nossas ovelhas? Sabemos os nomes dessas ovelhas? Vamos adiantes delas, protegendo-as dos predadores? Ou somos verdadeiros estranhos e por isso elas fogem? Essas perguntas devem gerar em nós uma reflexão. O que não está funcionando? E se não está funcionando é mais por minha causa enquanto líder ou das ovelhas?

Verdade que algumas pessoas não querem ser ovelhas. Alguns nunca se deixarão ser tratados. Nunca irão querer fazer parte de um aprisco e nem se submeter a uma autoridade, mas em maioria dos casos a liderança tem falhado em seu papel.

Um dos erros de quem assume uma célula é não entender que se tem o posto, o cargo de líder, mas ainda não conquistou a liderança no coração das ovelhas. Isso exige investimento de tempo, serviço, amor, cuidado.

Vou apresentar cinco princípios do líder de célula como pastor baseado no livro Treinamento de Líderes de Célula, dos Prs. Abe Huber e Ivanildo Gomes, que irão ajudar sua voz ser reconhecida pelas ovelhas:

1. O líder deve cuidar das ovelhas

Devemos estar atentos às necessidades de nossas ovelhas. Proporcionar discipulado. Orar, diariamente, por elas. Visitar. Aconselhar. Se existem necessidades materiais elas também devem ser sanadas, falta de recursos financeiros para alimentação, higiene, ir à igreja, desemprego, vestuário.

Na área de células que supervisiono eu já vi discipulador estudar matéria de escola que já não tinha contato a muito tempo só para auxiliar o discípulo que estava com dificuldades. Isso é pastoreio, é cuidado.

Lógico, que não será o líder que suprirá todas as necessidades, ele deve ter o apoio da célula, mas o seu papel é estar alerta para identificar cada uma das necessidades que por ventura surgirem.

2. O líder deve conhecer as ovelhas

É fundamental que conheçamos cada ovelha individualmente, fora do contexto de célula. Então promova atividades com essa ovelha, chame-a para sair, orar, almoçar em sua casa. Frequente a casa dessa ovelha e invista tempo conversando, conhecendo a história de sua vida, seus familiares.

Se a ovelha for do sexo oposto devemos levar para esses encontro o nosso colíder ou um outro membro da célula – assim já os treinamos também.

3. O líder deve procurar as ovelhas

Em Lucas 15, Jesus nos conta a parábola da ovelha perdida, já até escrevi um artigo sobre o tema: A Centésima Ovelha. Temos que ter a atitude daquele pastor. Não podemos desistir de uma ovelha sequer. Quantas pessoas já passaram por nossa célula e hoje já não estão mais?

Eu creio que ainda é tempo de resgatá-las, mas as outras ovelhas precisam ver essa atitude partindo do seu pastor. Isso certamente trará segurança a elas, pois saberão que se algum dia estiverem em crise e se perderem do aprisco o bom pastor irá atrás para encontrá-las.

4. O líder deve alimentar as ovelhas

Tenha o que dar. Se não nos alimentarmos de Deus como poderemos oferecer alimento de qualidade para nossas ovelhas? Aproveite cada situação, cada momento com sua ovelha para encher o seu coração com fé. A fé vem por ouvir a mensagem, e a mensagem é ouvida mediante a Palavra de Cristo. Romanos 10:17.

Compartilhe o que Deus tem ministrado ao seu coração nas reuniões de célula. Ensine princípios. Incentive a leitura da Palavra e de literaturas que edificarão suas ovelhas. Descubra quais assuntos ela mais se interessa no Reino de Deus e converse sobre isso. Encoraje-a. Sonhe com ela ministerialmente.

5. O líder deve proteger as ovelhas

Existem duas origens de ameaças que podem vir contra as nossas ovelhas, as externas e as internas. Contra as ameaças externas lutamos ensinando os princípios da Palavra, orando, jejuando, formando valores e levando-as à maturidade.

Em alguns casos existem as ameaças internas, perigos que vem de outras ovelhas e podem acabar contaminando todo o rebanho. Lidamos com todo tipo de pessoas em nossas células, as problemáticas, as feridas, as marcadas pela vida e por causa desses históricos de vida elas acabam produzido comportamentos que podem influenciar negativamente aquelas ovelhinhas que ainda estão dando os primeiros passos na fé.

Temos que proteger o rebanho sem isolar ou rejeitar essas pessoas. Cuidá-las até que estejam saudáveis e não representem mais uma ameaça.

Espero que esses aspectos sejam observados por você, líder, e se ainda não são coloque-os em prática. Creio que farão total diferença em sua célula. Não há nada mais gostoso do que chamamos nossas ovelhas e elas reconhecerem a nossa voz.

Sobre o Autor:
Brunno, é casado com Danielle, minhas filhas Wanessa e Ana Cecília. Cristão, designer, idealizador do Projeto Amo Minha Célula. Ama ler, escutar, ver e estudar. Supervisiono líderes de célula e trabalho com pequenos grupos desde 2005 na Igreja da Paz de Palmas/TO.

Fonte: www.amominhacelula.com.br

Artigos do seu Interesse