Por que fazer discípulos?

homemPorque Jesus fez assim e mandou que fizéssemos do mesmo jeito. Ele concentrou Seus esforços em doze homens. Ministrou as suas vidas por três anos e meio, dia e noite, dando-nos o exemplo de como devemos fazer. Esta é a única maneira de trazer todos os homens de volta ao governo (disciplina) de Deus.

A questão da Autoridade

Sem submissão não há formação: O discípulo deve ser manso e humilde, estando sujeito aos irmãos, aos líderes, sem rebeldia e obstinação.

Sem submissão não há autoridade:  O princípio básico para ter autoridade é estar debaixo de autoridade e se sujeitar a ela (Exemplo: Jesus). Se você não respeita e não honra aqueles que estão acima de você, não terá igualmente a honra e o respeito dos seus liderados.

Ninguém tem autoridade em si mesmo: Nossa autoridade vem de Jesus. O centurião de Cafarnaum disse para Jesus que havia muita gente debaixo de sua autoridade, e todos lhe obedeciam (Lucas 7.8). Disse também que ele mesmo estava debaixo de autoridade, a qual vinha de seus superiores. Por isso mesmo ele reproduzia essa autoridade. Deve ser assim conosco.

Autoridade é diferente de autoritarismo: O discipulador precisa entender que ele é o servo do discípulo e não o dono. Deve ensinar todo o conselho de Deus e não os seus gostos e preferências pessoais. Devemos lavar os pés dos nossos discípulos, e não esperar que eles se dobrem diante dos nossos.

Extraído da Apostila “Ide e fazei discípulos” – Cursos de Fundamentos do Sistema de Ensino MDA (SEMDA). Adquira: contato@semda.emp.br | (85) 3476-1205